Consulte
Formas de Pagamento






  

O que significam esses quatro anéis entrelaçados ?



 
Em 1904, o engenheiro alemão Joergen Skafte Rasmussen, criou uma bicicleta a motor qual denominara “Die Kleine Winkel” - o que significava em seu idioma pátrio : o maravilhoso brinquedo. O sucesso foi imediato, começaram a surgir encomendas, e logo foi criada uma pequena fábrica em Chemnitiz, na Alemanha para produzir bicicletas motorizadas, motocicletas, atendendo a demanda. Logo depois, os primeiros carros e utilitários. A cada novo lançamento, a fábrica os batizava com slogans tais como “Das Kleine Wunder” ( a pequena maravilha ) ou “Dampf Kraft Wagen” ( carro de propulsão a vapor ) e os carros populares e de valores mais acessíveis, com o apelo estratégico de propaganda de o primeiro carro, ou “Der Knaben Wunch” ( o sonho da garotada). Porém, as iniciais D, K e W estavam sempre presentes e adotadas como sigla da fábrica que passou então a se chamar “Deutsche Kraft Werke” - fabrica alemã de motores e máquinas.
Com o advento do conflito mundial, a economia alemã sentiu-se naturalmente abalada, e como todo o país, complexos fabris foram destruídos e um panorama desolado pedia reconstrução.
Empresários ousados, a uma, procuravam eventuais parceiros, visando fusões e investidores para dar sequencia às suas atividades. Aos poucos foram feitas fusões de fabricantes de todas as áreas, na tentativa de reconstruir o panorama econômico, o que evidentemente incluía a fabricação automotiva.

Rasmussen conheceu August Horch, fabricante de veículos na região sudoeste do país, juntaram o que restara de suas plantas, reforçados também, pela ajuda da Audi e da Wanderer, quais se encontravam em semelhante situação, unindo-se entre si, e fazendo surgir o grupo AUTO-UNION, uma nova força emergindo no cenário industrial do país.
Para simbolizar um recomeço, apoiado na união destas quatro montadoras, foi adotada como logomarca, uma figura contendo quatro anéis entrelaçados, quais representavam cada um dos componentes deste grupo de fabricantes.



Com o sucesso da AUTO-UNION e o ressurgimento da boa economia no país, carros que ostentavam aquele símbolo, ganharam prestigio mundial.
 

 

 
No Brasil, com a chegada do governo Juscelino Kubitschek, foi dado inicio a fabricação de automóveis no país. Oportunamente, o espanhol Domingos Fernandes Alonso, dono de uma casa lotérica, fundou a “Veículos e Máquinas Agrícolas – a VEMAG”, e obteve a licença da Auto-Union para importar componentes e fabricar os veículos da marca DKW em nosso território, qual obteve sucesso e aceitação imediata, e então a VEMAG lançava o DKW, como o primeiro carro genuinamente brasileiro. Em 19 de novembro de 1956, nascia o DKW-Vemag.